01
Set 09


Para facilitar percebermos o papel do ego, talvez seja mais fácil apenas definir o que é a alma e o que é o ego, e deixar cada um com a sua conclusão. 

Resumidamente, o ego é  tudo o que nos obriga a esconder a nossa pureza, a nossa inocência, a nossa bondade, o amor que temos por nós e pelos outros,  é o que nos impede  de viver apenas o presente e de ver esse momento presente como um momento sagrado que é e não viver os medos do passado ou as ansiedades do futuro.    É o que nos impede a vivencia da pura alegria e felicidade, do bem estar incondicional e da aceitação total de todas as diferentes experiencias da matéria.  O Ego  é a reacção, a repetição, a não evolução, a não mudança, é o controle sobre tudo e sobre todos.  É aquela parte de nós que resiste às mudanças, que não abdica da razão e que faz tudo para manter a sua zona de conforto e controle em plena segurança.

 


Hemisfério esquerdo faz-nos identificar com o ego. Somos nós independentes dos outros sem qualquer elo energético, ilusoriamente auto-suficientes e independentes e como tal, desligados de tudo, de todos, do Todo. Todo o esforço é pouco para manter intacta a imagem e respectiva sensação de ser o melhor, para chamar à atenção.  Há uma necessidade enorme do outro exterior pois é através dele que eu consigo ser grande.  Tudo se passa à volta de manter um pedestal e torná-lo o mais alto possível. Mas esse pedestal tem senãos;  é frágil e muito solitário.
Ao ver-se e sentir-se cada vez mais sozinho, as emoções de solidão e medo começam a tomar conta.  Medo que algo ou alguém possa abalar esse pequeno ser frágil no meio de um mundo gigante e aparentemente caótico.  O instinto de defesa, segurança, protecção passam a ser desmedidos.  Por termos consciência da fragilidade do nosso ser, colocamos máscaras que simulam uma falsa força, independência, autosustentação, segurança.  Tudo e todos passam a ser uma ameaça vistos como pequenos reinos espalhados pelo mundo cada um a fazer de tudo para defender o seu castelo.  Só o tempo o fará perceber o quanto esse castelo é solitário, frágil e em última instancia, ridículo.  
Visto de cima, todos estão num mesmo planeta.  O ego  insiste em criar fronteiras, defesas, a alma não vê as fronteiras e cuida de tudo e todos como se de um jardim comum se tratasse.  controlar e manipular são as palavras de ordem do ego.
 
Alma é isso que em nós sente, como diz Maria Flávia de Monsaraz, sente, intui, dá-nos a sensação de pertença à família humana, lembra-nos continuamente a importância de amar incondicionalmente, perdoar, de sentir. Faz-nos observar a magia que vem da fragilidade, da humildade e propõem-nos  assumir a responsabilidade por tudo o que nos acontece.  É ela que nos inspira a desistir, a ceder, a pedir desculpa, a abdicar de ter razão.  A alma não tem problemas em se mostrar frágil, vulnerável, humilde.  Ela sabe que sem estas características, ela se perde facilmente, e ela não se quer perder.  É ela que sabe tão bem encolher os ombros quando desiste de lutar pois sabe que a luta apenas trás sofrimento.  Dá-nos também  a sensação da existência  de algo maior do que nós, e dessa conclusão e respectivo sentimento, surge a reverencia por esse algo superior.  A Alma faz-nos sentir bem quando queremos acreditar que tudo faz sentido mesmo que não aparente e quando tudo parece  caótico. Ela sabe ler a linguagem do mundo como diz Paulo Coelho, e é nessa linguagem que a vida nos mostra o nosso percurso.  Faz-nos acreditar e lembrar que a nossa vida tem um propósito divino. Vivemos o descanso, a paz, a aceitação, a tranquilidade de que, o que quer que  estejamos a passar, faz parte de um projecto maior nem sempre entendido mas tantas vezes sentido. Sentimos  que alguém está tomar conta de nós.  Sentimos também claramente os laços que nos ligam uns aos outros e tomamos consciência do diferente papel que cada um tem na nossa vida.  É ela que sabe ler nas entrelinhas e consegue a proeza de ler um olhar.   Por se manifestar no hemisfério direito ela dá-nos a capacidade de sermos criativos e de criarmos belas obras de arte que só uma alma consegue sentir, decifrar, compreender.  É através da alma que manifestamos a humildade.  Fluir e aceitar, são palavras de ordem.
Para mim o grande desafio da vida é a tomada de consciência destas duas energias em nós e de tudo o que elas nos fazem sentir.  Seja a facilidade em sentir as energias e estados de espírito dos outros, seja a arrogância e incapacidade de nos fragilizarmos perante os outros, o desafio é reconhecer  e aceitar as duas em nós e fazermos as pazes com elas.  Mas  para isso é preciso Despertar.
Falar em Despertar, implica que existe à partida um estado de adormecimento, um estado de não atento, de não consciente e logo de não escolha.   É ainda o estado do ego.  Quando Despertamos dá-se  o acordar para a nossa verdadeira realidade divina, energética e espiritual.   E não deixa de ser curioso que não existe povo, raça, ser humano que não sinta mais cedo ou mais tarde um apelo mais profundo por algo superior.  Até os cépticos, não estão mais do que a fugir a algum tipo de memoria de uma ligação complicada, dolorosa ou frustrada com o divino.
Diz-nos a sabedoria antiga que tudo o que chega a um limite, vira no seu contrario.  Vivemos num mundo dual e por isso tanto a tristeza como a felicidade tem que coexistir.  A verdadeira felicidade é o equilíbrio das duas e não a rejeição do negativo e a busca frenética pelo positivo que no fundo é o que vivemos nas sociedades ditas avançadas.
Acredito que começamos por viver numa escada descendente, em que nos distanciamos cada vez mais da nossa alma e do céu, em que o objectivo principal é sobreviver.  É a sobrevivência do ego.  É a luta, o confronto, a resistência em querer sempre mais seja a que custo for.  Por ser simbolicamente uma escada descendente, ela aparentemente é fácil, mas também nos distancia cada vez mais do divino.  São as experiencias da matéria, as vivencias emocionais mais densas. Por não ter ainda a experiencia da sensibilidade, da humildade, da empatia, o relacionamento com a vida e especialmente com os outros é violento, agressivo e por isso é também o caminho das perdas, uma maneira subtil do céu nos dizer que não é por ali, que não é assim.
São as perdas que nos fazem parar, questionar e em casos extremos, olhar para o céu em busca de resposta e ajuda.  Em busca da re-li-ga-ção.
Quando a identificação com a matéria e o ego é total ou exagerada ao ponto da pessoa perder o contacto com  as suas emoções, com a sua capacidade de amar ou com a sua dificuldade em fragilizar, a Vida propõem-nos vivencias a que chamamos perdas mas que não são mais do que oportunidades disfarçadas de nos reconectarmos com a nossa essência divina e com as nossas emoções.  O célebre ditado “Há males que vem por bem” é apenas a velha sabedoria a resumir este conceito.
Começa então a viver na escada ascendente, rumo a algo superior, mais íngreme, mais difícil mas muito mais recompensadora.
O Despertar não é mais do que a tomada de consciência de que todas as vivencias que passamos, fazem parte de uma evolução espiritual que está a acontecer em simultâneo com as nossa vidas terrenas. É a aceitação incondicional de tudo o que atraímos como fundamental na nossa evolução. É observar o observador, dar um passo atrás e vermo-nos a nós próprios e tomar consciência do papel que estamos a desempenhar.  É a capacidade de observar que não somos vários, que somos um.  Um porque partilhamos os mesmos medos, os mesmo anseios, as mesmas emoções.
 
Por ex.  Na nossa vida terrena todos fazemos um percurso idêntico; nascemos, aprendemos, namoramos, casamos, temos filhos, trabalhamos, etc.   No nosso percurso espiritual passa-se algo idêntico mas num nível interior;  fazemos as experiencias das várias emoções, sejam elas positivas ou negativas, fazemos a experiencia do ego e normalmente mais tarde a da alma.  A matéria só serve para ir buscar sensações, emoções que depois irão ser alquimizadas dentro de nós.  Infelizmente não fomos ensinados a fazer esta ligação e acabamos envolvidos na matéria e a rejeitar todo o lado emocional, intuitivo e sensível.
Por isso o Despertar é a distancia que nos permite observar este fenómeno.  Que nos permite tirar sempre uma lição das experiencias vividas, que nos permite observar a tal evolução a acontecer.  Despertar é também  a consciência de que somos seres autónomos dentro do Todo, com a responsabilidade por nós próprios, que temos  o poder da escolha, de agir de acordo com aquilo que somos e que acreditamos, do que sentimos, sem deixar que os outros ou a matéria nos desviem do nosso caminho, e, confiando que levar a cabo estas escolhas conscientes, é o caminho da abundância, mesmo que na matéria tudo indique o contrario.  
Este Despertar pode acontecer por um transito astrológico, por uma perda, por influencia de alguém que está na nossa vida, exactamente com esse propósito espiritual ou simplesmente por um apelo interior em buscar sentido para a Vida
É um pouco como os jogos de playstation, quando estamos muito envolvidos com o jogo, trememos a sentir medo do “monstro” que aparece, ou podemos pular de alegria porque passamos de nível, mas quando o jogo acaba, aquele medo e aquela alegria não são a nossa realidade e nós sabemos bem separar isso.   Neste caso, Despertar é voltar ao nosso “verdadeiro” eu que não é o boneco do jogo.
Quantos de nós já não sentiram vontade de fugir, desaparecer, evaporar quando os problemas apertam, as dificuldades aumentam, as perdas surgem? Muitas vezes as emoções que advêm destas situações são tão fortes que parecem insuportáveis.  E são,  embora a verdadeira dor tenha mais a ver com a resistência a estas mesmas situações do que aquilo que elas próprias provocam.  A dor surge pela identificação do Ego com os problemas ou desafios.  A Alma limita-se a aceitar tudo o que vem como aprendizado, proposta de evolução e ligação Kármica com a situação e todos os envolvidos.  Ela limita-se a procurar o que está por trás do acontecimento, a lição,  o Ego luta contra o acontecimento.  E o acontecimento vai-se repetindo enquanto a aprendizagem por trás desse acontecimento não acontecer. E por isso nos vemos tantas e tantas vezes encalhados nas mesmas situações, com o mesmo tipo de pessoas. Assim que a aprendizagem é feita, é acompanhada da respectiva limpeza emocional ou seja, a densidade acumulada é transformada e o acontecimento exterior já não tem razão de existir e “magicamente” desaparece.

Não é muito difícil então de perceber qual a energia predominante no mundo, nos relacionamentos sociais, profissionais, políticos ou mesmo familiares.  E também não é muito difícil de imaginar o que será este planeta quando todos conseguirmos vibrar pela alma ou que tipo de adultos teremos um dia se as nossas crianças forem educadas a saber identificar os seus egos, a honrarem as suas emoções e a assumir a responsabilidade por tudo o que lhes acontece sem jamais recorrer à culpa, ao julgamento ou à cobrança.

 Quando despertamos custa-nos acreditar como andámos cegos durante tanto tempo, como escolhemos a violência em vez do amor em tantas situações, como todas as situações que passámos eram apenas testes à nossa capacidade de amar e por não sabermos ou acreditarmos nisto os fomos chumbando uns atrás dos outros.
Depois de alguns trânsitos fortes na nossa vida começamos  a perceber que esta ligação à alma,  este despertar para a nossa essência divina e a paz que daí advém,  é a grande aventura da nossa vida e que sem isso, nada faz sentido. Mas para isso o Ego tem que morrer.  Tem que se dar o Despertar.

Numa época de grande consumismo, este é o maior legado que podemos deixar às nossas crianças de preferência através do exemplo próprio.

Vera Correia

 

publicado por despertarparaaalma às 09:37
Temas: , ,
Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da espiritualidade, evolução da Alma, Astrologia, Regressão às vidas passadas, Eu Superior e muito mais.

E-mail: despertarparaaalma@sapo.pt

Eventos Despertar

Consultas (2ª a Sábado - Marcação Prévia) Orientação Espiritual – Despertar | Regressão a Vidas Passadas | Astrologia Kármica | Despertar Essência Kin (Análise Maia) | Contacto com O Eu Superior | Terapia da Criança Interior | Orientação Infantil | Limpeza Energética | Reiki


Retiro O Silênciob>
4 a 11 de Março | Monte Costa - Mertola | Inscrições Abertas


Curso de Astrologia Kármica(Quinzenal)
Dinamizado por: Michelle Fannon
em horário pós laboral | p.f. contactar-nos para confirmar dias e horários


Despertar dos Sentidos - Viagem a Marrocos próxima viagem - 21 a 30 de Abril – Inscrições Abertas!
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
1 cometário
1 cometário
1 cometário
1 cometário
1 cometário
1 cometário
O que Proporcionamos


Terapias - Retiros | Descrição

Orientação Espiritual O porquê das perdas;
O que andamos cá a fazer;
Porque me acontecem sempre as mesmas coisas;
Como aprender a fluir e atrair abundância e felicidade;


Regressão vida passada Saber quem fui para saber quem sou;
Entender e libertar os nós do passado;
Entender as ligações com as pessoas;


Despertar da Essência - Kin Análise Maia sobre a nossa essência designada Kin os nossos dons como seres deste Universo e compromisso e responsabilidade para com este planeta


Astrologia Kármica O contrato kármico para esta vida;
A proposta evolutiva;


Contacto com Eu Superior O chamamento interior;
As respostas estão todas dentro de nós;
Dar entendimento ao que atraímos;


Terapia da criança interior Fazer as pazes com o passado;
Integrar aquela fonte de energia e felicidade no dia a dia;


Orientação Infantil Porque as crianças são tão diferentes;
Qual o papel delas na nossa vida;
De que é que elas precisam;


Limpeza Energética Como manter a nossa mente, o nosso corpo físico e emocional saudável e em equilíbrio.


Reiki A Sintonia com A Energia Universal, o equilíbrio dos nossos chakras, energias e emoções;


Curso de Astrologia Kármica A Astrologia é uma ferramenta essencial para o nosso auto conhecimento;
Através deste estudo ficamos a conhecer de onde viemos, quem somos e para onde vamos;


Curso Intensivo de Astrologia Kármica A Astrologia é uma das Melhores formas para Revelar e dar Sentido ao Projecto de Vida de cada um.
Em dois dias é transmitido o essencial da Astrologia de forma a proporcionar ou facilitar o auto conhecimento e desenvolvimento pessoal. Ganhar consciência de Si e consequentemente do outro e do Todo.
Signos, Casas, Planetas e Aspectos, Karma, Missão e Trânsitos.


Curso Intensivo de Astrologia VIVENCIAL Porque Sentimos O que Sentimos?
É a pergunta que muitos de nós fazemos todos os dias, durante toda a nossa vida, sem que muitas vezes consigamos encontrar as respostas. Para o ajudar a descobrir, sugerimos-lhe um novo caminho – A Astrologia Vivencial.
Em dois dias propomos-lhe viver intensivamente a energia de cada Elemento, de cada Signo e de cada Planeta.
Através de exercicios de expressão corporal ou individual ou em grupo ao som da música.
Vem Sentir a Tua Energia!!Conhecer-te na Genuínamente!!


Senhores do Karma "...é urgente o aumento da vibração energética, é urgente o respeito e a consciência Do Deus /Deusa que Há em Nós, é urgente a Transmutação, é urgente O Reencontro... do Eu, do Nós e do Todo."
Exercicios de Meditação Activa sobre o tema, e, a Partilha: Os Senhores do Karma


WorkShop Despertar A lógica Espiritual na Espiral da Evolução da Alma;
Curso onde podemos observar a mecânica por trás do que nos acontece e da maneira como reagimos ao mundo e aos outros. Quando entendemos esta mecânica entendemos claramente porque atraímos as mesmas situações e pessoas constantemente. Desenvolvido para promover o auto conhecimento, responsabilidade pelo que somos e atraímos e que nos relembra a liberdade de escolhermos quem queremos vir a ser. Nunca é demais lembrar que os desafios não se resolvem fora através de mais dinheiro nem dependem de encontrar a pessoa certa. Eles são nossos e como tal resolvem-se dentro. A paz e felicidade que todos procuramos só podem espelhar fora no mundo quando acontecerem primeiro dentro de nós ...


Despertar Vivencial Exercícios simples individuais e em grupo que nos levam à libertação dos nossos bloqueios e ao desenvolvimento do nosso potencial;


Despertar Vivencial Infantil Em criança, o nosso lado mais puro e verdadeiro está mais forte, mais acordado, logo, é muito mais fácil tomar consciência dos medos, bloqueios, dificuldades e limitações e muito mais fácil transformar essas energias de imediato em acções mais conscientes, construtivas, positivas, saudáveis e criativas; A natural descoberta de dons escondidos e a uma aprendizagem diferente sobre Viver o Amor e a Liberdade de uma forma saudável; Esta actividade é realizada em conjunto com os pais, tios ou avós, esta interacção é Muito Importante;


Meditação 15-Zenais Um espaço onde nos podemos reencontrar a nós próprios, ouvir e sentir as nossas próprias respostas, onde podemos questionar a nossa postura no mundo e relembrar quem realmente somos e o que andamos cá a fazer;


Retiro Vivencial “O que Fui, O que Sou, O que Escolho Ser” Este retiro propõe um espaço e tempo criados com a Intenção da descoberta da Essência, o desligar do exterior e conectarmo-nos com o nosso interior, mergulhar em nós próprios. Vamos Silenciar para Ouvir a Alma e Expressar a nossa Verdade. Ser Espontâneos, sem qualquer espaço para julgamentos vamos Viver com toda a intensidade estes momentos q o Universo nos proporcionará, para nos libertar de velhos padrões, ganhar consciência de quem fomos, dos nossos medos, dos nossos limites, dos nossos Dons. Vamo-nos Libertar para descobrir em pleno a nossa Essência, Sentirmos A Energia que Somos e Expandir.


Retiro “O Silêncio” Este Retiro foi criado com a intenção de proporcionar o silêncio da mente controladora que manipula e limita, para libertar a essência da Alma, a Verdade Interior e a Sua Expressão. Será o “desprogramar”de padrões para ReLigar à Sabedoria, Humildade, Amor e Abundância do SER. Haverá vários momentos de silêncio e instrospecção e alguns de partilha, momentos de meditação e de trance dance, momentos de exercícios vivenciais e de respiração e momentos de caminhar pela noite em silêncio, momentos de rituais xamânicos e momentos para entoar mantras.
pesquisar neste blog
 
Agenda para Despertar



Clica na imagem para consultares a Agenda Despertar.

Vera Luz


Desperta desde 2001
Signo:
Escorpião Asc. Gémeos, mas muito balancinha
Função: Terapia de Regressão
Contacto com o Eu Superior
Terapia Criança Interior
Orientação Espiritual
Facilitadora do Curso Despertar
Lema de Vida: Aceitar o que a vida trás, nunca perder a lição, tentar sempre ter a saída mais criativa, verdadeira e amorosa para todas as situações. (o que nem sempre é fácil ;) ), manter sempre um sonho na mão e sempre mas sempre agradecer o que tenho à minha volta e o que já conquistei em mim até agora, pois é aí que começamos a brilhar e a inspirar todos à nossa volta ...

Contacto:
Monte Estoril
Telefones:96 187 58 96 / 91 198 71 36
E-mail: despertarparaaalma@sapo.pt


Nossas atitudes escrevem nosso destino. Nós somos responsáveis pela vida que temos. Culpar os outros pelo que nos acontece é cultivar a ilusão. A aprendizagem é nossa e ninguém poderá fazê-la por nós, assim como nós não poderemos fazer pelos outros. Quanto mais depressa aprendermos isso, menos sofreremos.
Zíbia Gasparetto
Cristina Jorge


Desperta desde 2001
Signo:
Peixes, Asc. Capricornio
Função: Orientação Espiritual
Orientação Infantil
Limpeza Energética
Terapia da Criança Interior
Facilitadora da Terapia de Grupo
Lema de Vida: Sentir e aprender com a vida no sentido da evolução, viver com alma, rir, chorar, vibrar de emoção. SER LIVRE… Viver em constante aprendizagem, conhecer-me cada vez melhor , fazer escolhas que revelem quem eu sou e que me levam a percorrer o meu caminho. Ser o que sinto e não o que penso … Fazer com que esta “passagem” por cá tenha valido a pena !!Todas as pessoas, todos os acontecimentos da nossa vida estão ali porque os criámos. Aquilo que queremos fazer com eles só depende de nós!

Michelle Daya Fannon


Desperta desde 1994
Signo:
Leão Domado :), com muita energia de Caranguejo; Asc. Capricórnio
Função: Astróloga Vivencial e Kármica
Facilitadora de dinâmicas de grupo (astrologia e terapia vivencial)
Lema de Vida: Conhecer-me cada vez melhor através de todas as experiências e conhecimentos que a Vida me traz. Lembrar que estou aqui de passagem, aceitando que tudo é um caminho e não uma chegada. Agradecer aos céus, pois nada é meu, tudo me é emprestado para que um dia eu possa vir a descobrir o que é Amar Incondicionalmente. Ser Amor, Ser Luz, Ser Vida, Ser Digna...Dito de forma simples, a Astrologia é uma excelente ferramenta para o auto-conhecimento e para o entendimento da nossa relação com nós mesmos/as, com os outros e com o Todo. Permite-nos tomar consciência da nossa proposta evolutiva nesta encarnação, ajudando-nos a perceber como resolver os nossos Karmas de uma forma saudável, responsável e inteligente.

Nádia Grazina


Desperta desde 2003
Signo:
Sagitário Asc. Virgem, Kin 49, Lua Planetária Vermelha
Função: Orientação Espiritual
Astrologia Kármica
Despertar da Essência Kin
Contacto com o Eu Superior
Orientação Infantil
Terapia Vivencial Infantil
Limpeza Energética
Reiki
Facilitadora da Terapia de Grupo
Criar novas experiências que permitam, facilitem O Despertar da Alma (retiros, caminhadas, partilhas, banhos de som, actividades com crianças,palestras, etc.)
Lema de Vida: SER LIVRE…SIMPLESMENTE SER…VIVER NA VERDADE DA ALMA. Sou uma Alma Sagitariana, que caminha com o seu Fogo, há 32 anos neste planeta Terra, com destino ao seu Sol. Uma simples mortal q tenta viver a experienciar TUDO o q a vida tem para dar. Nascer, Viver, Crescer, Aprender, Criar, Evoluir e Partilhar.

últ. comentários
É possível ''reviver'' vidas passadas?
Olá a todos! Estou a passar por uma situação em qu...
olá cristina michele ,e</a> vera sou eu a is...
Que mensagem profunda, Vera. Emocionei-me muito ao...
Boa noite,Li a sua viagem a Marrocos, por momentos...
Boa Tarde,também me vejo numa repetição de padrão ...
muito obrigada pelas vossas palavras!Gostei muito ...
boa tarde a todas!Gosto muito do vosso blog e gost...
Excelente artigo! Só depois de algumas más experiê...
blogs SAPO