11
Mai 09

 

 

 

 

 

O  assunto dos relacionamentos, a nível espiritual é complexo e fascinante, ou seja, faz-nos ver a mecânica dos relacionamentos de uma maneira completamente nova daquela a que estamos habituados.   Para  entender melhor esta nova postura, temos que relembrar que somos espíritos em evolução habitando temporariamente um corpo e que a grande meta final é encontrar a harmonia e equilíbrio interior e recuperar o nosso brilho original.  Ou seja, pouco ou nada tem a ver com a presença ou não de alguém. 

 

 

 

O outro, seja ele ou ela quem for, tem um papel sim, mas não aquele a que estamos habituados.  O outro vem apenas servir de espelho para facetas ou partes de nós que ainda se encontram totalmente inconscientes, vêem fazer disparar em nós emoções que de outra maneira apenas ficariam abafadas e vêem também dar-nos a oportunidade maravilhosa de expressar aquilo que temos de melhor.  Amor incondicional, tolerância, respeito, amizade, carinho, sinceridade, humildade e muitas muitas outras facetas maravilhosas do ser humano mas que infelizmente ainda estão longe de ser postas em prática nos dias que correm.   

 

 

 

Acredito que a relação verdadeiramente amorosa e baseada em amor incondicional que nos é proposta, é a relação connosco próprios.   Só depois  desta plenamente vivida, nos é aberta a porta da partilha com alguém que vem espelhar essa mesma vibração de amor próprio, de respeito, de harmonia interior que todos tanto procuramos.   No entanto todos sabemos que são raros os casos de relacionamentos bonitos e harmoniosos e isso só demonstra o quanto ainda andamos perdidos e o quanto ainda precisamos aprender a amar, primeiro a  nós e depois aos outros. Nada tenho contra o relacionamento amoroso com alguém, mas ele nunca terá sucesso se à partida precisarmos ou dependermos dele. 

 

 

 

Numa primeira fase, as carências, o vazio e as frustrações que carregamos dentro do nosso passado pessoal, fazem-nos acreditar que, algures, existe alguém que passamos a chamar de “cara-metade” ou de “alma-gémea” que, um dia, nos irá preencher e trazer-nos a felicidade que tanto procuramos.  Tudo não é mais do que uma enorme ilusão, e que mais tarde ou mais cedo apenas irá dar lugar a uma, também enorme, desilusão.  Aliás, não existe desilusão, sem ilusão primeiro, e dessas, nós somos os únicos responsáveis por elas.  Mais ainda, quando aprendermos  a desenvolver primeiro dentro de nós, afinal o que tanto procuramos no outro, para assim atrairmos a energia semelhante, toda a mecânica dos relacionamentos mudará para sempre.   E aí sim, o relacionamento com alguém será apenas uma livre escolha de ir partilhar com alguém o que temos de melhor.  Nunca para ir buscar seja o que for.

 

Como disse Gandhi um dia “sê a mudança que queres ver no mundo”   Como queremos ter parceiros perfeitos com todas as qualidades do mundo, os chamados príncipes e princesas, ou os chamados “cara-metade” ou “almas-gémeas”, quando nós próprios sabemos tão bem estarmos longe da perfeição ou pelo menos da harmonia interior? Como podemos exigir respeito, tempo, sensibilidade, carinho, ou seja lá qual for a lista que fizermos, se tudo isso ainda não conseguimos dar a nós próprios ou mesmo demonstrá-los aos outros ?

 

 

Mais uma vez, estamos ilusoriamente a buscar fora aquilo que ainda não nos demos a nós próprios, aquilo que ainda não somos.

 

 

 

 

 

 

A lei da atracção diz-nos que atraímos o que somos, o que temos dentro,  o que emanamos.  O ditado “diz-me com quem andas dir-te-ei quem és” nunca fez tanto sentido como nos dias que correm em que podemos facilmente observar esta mecânica.   Claro que numa primeira fase, nos recusamos a aceitar ou a admitir que aquela pessoa que mais detestamos, mais nos irrita e que afinal mais julgamos, está na nossa vida apenas com a função de nos relembrar que “aquilo” que estamos a projectar nela, também existe dentro de nós.  São as sombras negras dos nossos demónios escondidos e só depois de um processo espiritual iniciado e interiorizado, podemos começar a desenvolver a humildade que nos permite ver, o que durante tanto tempo, nos recusamos a ver.  Pelo contrário, temos aquelas pessoas que nos provocam entusiasmo e admiração, são as nossas sombras brancas que nos vem lembrar potenciais escondidos ainda por resgatar.  Mas para resgatarmos estas e começar a viver o nosso potencial,  primeiro temos que tirar o lixo, transformar todos aqueles demónios, levar-lhes Luz. 

 

 

 

Num mundo actual, onde as aparências são o mais importante, tudo fazemos para ter então uma aparência perfeita.  Mostrar ou mesmo reconhecer os nossos demónios não é algo que façamos de animo leve.  E no entanto é a única coisa que nos trará liberdade.  Basta sairmos à rua e observar como  são raras as expressões livres de amor, alegria, fragilidade, surpresa ou encantamento.  Acabamos por nos acomodar a uma mascara que desenvolvemos para estar à altura das expectativas dos outros ou para sobressair  numa sociedade competitiva,  sem percebermos que dentro dela está também escondida a nossa Luz.  Identificamo-nos de tal maneira com essa mascara que passamos maior parte do tempo a engrossá-la mais ou a julgar as mascaras dos outros.  E pior, aqueles que algures já iniciaram o seu processo de retirar esta mascara,  de resgatar a sua verdadeira essência, e que nos mostram o bom e o bonito que é a expressão livre das emoções, são normalmente o primeiro alvo, visto estarem a espelhar o quão ridículas são as máscaras que insistimos em manter.

 

 

 

 

 

 

Mas reconhecer e deixar cair esta mascara, ou seja, o nosso Ego, é talvez um dos desafios mais antigos da Humanidade.  Mas é realmente a moeda de troca que o Universo nos pede por uma vida livre, abundante e feliz.

 

 

 

 

 

 

No fundo, o processo é relativamente simples;  reconhecer e sair da mascara arrogante e orgulhosa que nos faz acreditar que somos donos da verdade e da razão, desenvolver uma atitude de humildade e de tolerância para com os nossos erros e os dos outros, resgatar a sensibilidade e a fragilidade  há muito perdidas aprendendo a demonstrar emoções livremente e a reconhecer que temos a responsabilidade de vir a ser aquilo em que tanto acreditamos e esperamos dos outros.  Simples ? sim ... mas moroso.  Moroso,  porque é um processo que envolve que assumamos  responsabilidade por tudo o que nos acontece.  E infelizmente ainda não interiorizamos bem essa ideia.  Somos o produto final de todas as experiencias e vidas acumuladas.  Somos também a oportunidade constante de mudança.

 

 

 

 

Carregamos nas nossas células 2000 anos de conceitos como culpa, julgamento e medo.  Não vai ser de um dia para o outro que vamos viver conceitos novos como amor incondicional, responsabilidade, amor-próprio ou consciência.  Mas só o saber que estamos no meio dessa transição, que cada um de nós é responsável por tornar essa transição mais rápida, é já por si maravilhoso.  

 

 

Está nas nossas mãos, abandonar conceitos antigos que nos faziam girar em torno do outro, das suas vontades, caprichos, manipulações e desejos.   Enquanto não houver mudança, somos ainda eternos parasitas energéticos e emocionais numa procura constante e inconsciente de alguém que nos preencha tal como o drogado procura a sua droga.

 

 

 

 

 

 

Novas regras de relacionamento irão surgir, superadas pelas antigas tão falhadas.

 

 

 

 

 

 

1o Relacionamento amoroso é antes de mais connosco próprios.  Para isso é importante saber quem sou ? de onde venho ? o que estou cá a fazer ?   e haver espaço para auto conhecimento através da Astrologia, meditação ou qualquer tipo de actividade que mantenha o foco no próprio.

 

 

 

 

 

 

2o Tomar consciência do que carregamos dentro de nós. O outro é apenas um espelho das nossas sombras.   As sombras brancas mostram o nosso potencial, o que de melhor trazemos mas que ainda nem sabemos, a sombra negra o que em nós precisa de cura, transformação, perdão e amor e que maior parte das vezes é inconsciente. Conseguir observar as características das pessoas que atraímos para a nossa vida é tomar consciência de quem somos e só aí poderemos saber livremente o que escolhemos vir a ser.

 

 

 

 

 

 

3o Assumir responsabilidade por todos os eventos que nos acontecem como uma segunda oportunidade que a Vida nos está a dar para que lidemos com eles de maneiras mais amorosas e criativas. 

 

 

 

4o Perceber que tristeza, solidão, medo, angustia, revolta são nossas e precisam de ser honradas e  limpas e não escondidas ou disfarçadas.  Por outro lado, a alegria, o entusiasmo, o deslumbramento, a gratidão e a tolerância, devem existir primeiro dentro de nós e não as exigirmos de ninguém.

 

 

 

5o Relacionamentos serão o palco aberto da interacção amorosa, da expressão livre de afecto, do reconhecimento que o outro é igual a nós, que tem os mesmos dramas, inseguranças, medos e sonhos, do respeito pela liberdade dele ser como é e pela nossa liberdade de estar junto enquanto nos sentirmos bem.  Humilhações, maus tratos, perdas, serão sinal de desconexão espiritual do próprio e muita falta de auto estima e valor próprio.  Não haverá lugar para vitimização.

 

 

 

 

 

 

6o Reconhecer que a Vida não colocou amarras em ninguém e que até o casamento é uma criação do homem.  Quando sentimos que a nossa história com alguém terminou devemos assumir isso e deixar o espaço e tempo  que ocupámos com esse alguém, o mais limpo possível.  Saber retirar as lições dessa aprendizagem.

 

 

 

 

 

 

7o Palavras ou esquemas mentais que envolvem  manipulação, exigência, culpa, critica, orgulho, julgamento irão ser trocadas actos ou gestos de paciência, tolerância, amor, incentivo, carinho, respeito.

 

 

 

 

 

 

8o Vivencias de rejeição, abandono, culpa, projecções, crítica, julgamento, solidão, humilhação, traição, obsessão, cobrança são sinal de que o outro ainda é mais importante do que nós próprios.  Que viramos parasitas sem perceber.  Que saímos do nosso trilho e estamos a viver o trilho do outro.

 

 

 

 

 

 

9o Fidelidade ? Sim, claro ! mas primeiro a quem somos, ao que precisamos, aos nossos sonhos e principalmente a tudo o que nos faz pular o coração de alegria, entusiasmo e amor próprio.  Fidelidade ao que e a quem nos faz sentir bem.

 

 

 

 

10o Liberdade, será uma palavra com novo significado.  Um relacionamento será a partilha comum de dois seres que estão em pleno desenvolvimento da sua individualidade e da sua evolução espiritual.  O outro será apenas alguém que nos acompanha, que nos incentiva a superar positivamente o que a Vida nos vai apresentando, que nos relembra a Luz que somos e que nos apoia nas escolhas que vamos fazendo a cada momento.   A palavra companheiro/a será muito mais bonita do que marido ou esposa.

 

 

Estas regras são apenas alguns exemplos daquelas que acredito, irão fazer  parte no futuro, de novas regras de conduta nos relacionamentos.  Muitas mais haverá com certeza.  E cada um adoptará para si próprio aquelas que mais lhe fizerem sentido e que mais paz lhe tragam a cada momento. Por enquanto e enquanto ainda esperamos essa Nova Era Relacional, comecemos aos poucos a interiorizar as mudanças que terão que acontecer para que todos comecemos a viver Verdadeiras Relações de Amor.

Este é apenas um humilde contributo.

 

Vera Correia

publicado por despertarparaaalma às 16:38
Excelente artigo! Só depois de algumas más experiências (graças aos meus erros) é que consigo perceber que se não estamos bem connosco própios não estaremos bem com outra pessoa e que não será a outra pessoa que venha preencher esse vazio dentro de nós, este terá que ser feito por nós. Ainda estou a trabalhar para isso.
Lili a 14 de Maio de 2009 às 12:06
boa tarde a todas!
Gosto muito do vosso blog e gostava de partilhar com todas uma situação que estou a passar num relacionamento que já vai em 4 anos...
Nem sempre me sinto em sintonia com o meu namorado,temos muitas discussoes talvez por ele ser uma pessoa muito explosiva...por vezes sinto-me frágil...eu acho que o amor nos torna inseguras,frageis,com medos umas autenticas crianças...)))
gostava de pedir a vossa opinião em relação à fragilidade que as vezes sentimos quando estamos envolvidas sentimentalmente com alguém...como controlar esses sentimentos??? ás vezes podemos perder quem muito amamos por causa desses mesmos sentimentos...)))
muito obrigada pela vossa atenção e aguardo uma resposta da vossa parte)))
joana V. a 21 de Maio de 2009 às 12:54
Envie a sua questão
Este consultório online é um espaço onde pode colocar as suas dúvidas no âmbito da espiritualidade, evolução da Alma, Astrologia, Regressão às vidas passadas, Eu Superior e muito mais.

E-mail: despertarparaaalma@sapo.pt

Eventos Despertar

Consultas (2ª a Sábado - Marcação Prévia) Orientação Espiritual – Despertar | Regressão a Vidas Passadas | Astrologia Kármica | Despertar Essência Kin (Análise Maia) | Contacto com O Eu Superior | Terapia da Criança Interior | Orientação Infantil | Limpeza Energética | Reiki


Retiro O Silênciob>
4 a 11 de Março | Monte Costa - Mertola | Inscrições Abertas


Curso de Astrologia Kármica(Quinzenal)
Dinamizado por: Michelle Fannon
em horário pós laboral | p.f. contactar-nos para confirmar dias e horários


Despertar dos Sentidos - Viagem a Marrocos próxima viagem - 21 a 30 de Abril – Inscrições Abertas!
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
1 cometário
1 cometário
1 cometário
1 cometário
1 cometário
1 cometário
O que Proporcionamos


Terapias - Retiros | Descrição

Orientação Espiritual O porquê das perdas;
O que andamos cá a fazer;
Porque me acontecem sempre as mesmas coisas;
Como aprender a fluir e atrair abundância e felicidade;


Regressão vida passada Saber quem fui para saber quem sou;
Entender e libertar os nós do passado;
Entender as ligações com as pessoas;


Despertar da Essência - Kin Análise Maia sobre a nossa essência designada Kin os nossos dons como seres deste Universo e compromisso e responsabilidade para com este planeta


Astrologia Kármica O contrato kármico para esta vida;
A proposta evolutiva;


Contacto com Eu Superior O chamamento interior;
As respostas estão todas dentro de nós;
Dar entendimento ao que atraímos;


Terapia da criança interior Fazer as pazes com o passado;
Integrar aquela fonte de energia e felicidade no dia a dia;


Orientação Infantil Porque as crianças são tão diferentes;
Qual o papel delas na nossa vida;
De que é que elas precisam;


Limpeza Energética Como manter a nossa mente, o nosso corpo físico e emocional saudável e em equilíbrio.


Reiki A Sintonia com A Energia Universal, o equilíbrio dos nossos chakras, energias e emoções;


Curso de Astrologia Kármica A Astrologia é uma ferramenta essencial para o nosso auto conhecimento;
Através deste estudo ficamos a conhecer de onde viemos, quem somos e para onde vamos;


Curso Intensivo de Astrologia Kármica A Astrologia é uma das Melhores formas para Revelar e dar Sentido ao Projecto de Vida de cada um.
Em dois dias é transmitido o essencial da Astrologia de forma a proporcionar ou facilitar o auto conhecimento e desenvolvimento pessoal. Ganhar consciência de Si e consequentemente do outro e do Todo.
Signos, Casas, Planetas e Aspectos, Karma, Missão e Trânsitos.


Curso Intensivo de Astrologia VIVENCIAL Porque Sentimos O que Sentimos?
É a pergunta que muitos de nós fazemos todos os dias, durante toda a nossa vida, sem que muitas vezes consigamos encontrar as respostas. Para o ajudar a descobrir, sugerimos-lhe um novo caminho – A Astrologia Vivencial.
Em dois dias propomos-lhe viver intensivamente a energia de cada Elemento, de cada Signo e de cada Planeta.
Através de exercicios de expressão corporal ou individual ou em grupo ao som da música.
Vem Sentir a Tua Energia!!Conhecer-te na Genuínamente!!


Senhores do Karma "...é urgente o aumento da vibração energética, é urgente o respeito e a consciência Do Deus /Deusa que Há em Nós, é urgente a Transmutação, é urgente O Reencontro... do Eu, do Nós e do Todo."
Exercicios de Meditação Activa sobre o tema, e, a Partilha: Os Senhores do Karma


WorkShop Despertar A lógica Espiritual na Espiral da Evolução da Alma;
Curso onde podemos observar a mecânica por trás do que nos acontece e da maneira como reagimos ao mundo e aos outros. Quando entendemos esta mecânica entendemos claramente porque atraímos as mesmas situações e pessoas constantemente. Desenvolvido para promover o auto conhecimento, responsabilidade pelo que somos e atraímos e que nos relembra a liberdade de escolhermos quem queremos vir a ser. Nunca é demais lembrar que os desafios não se resolvem fora através de mais dinheiro nem dependem de encontrar a pessoa certa. Eles são nossos e como tal resolvem-se dentro. A paz e felicidade que todos procuramos só podem espelhar fora no mundo quando acontecerem primeiro dentro de nós ...


Despertar Vivencial Exercícios simples individuais e em grupo que nos levam à libertação dos nossos bloqueios e ao desenvolvimento do nosso potencial;


Despertar Vivencial Infantil Em criança, o nosso lado mais puro e verdadeiro está mais forte, mais acordado, logo, é muito mais fácil tomar consciência dos medos, bloqueios, dificuldades e limitações e muito mais fácil transformar essas energias de imediato em acções mais conscientes, construtivas, positivas, saudáveis e criativas; A natural descoberta de dons escondidos e a uma aprendizagem diferente sobre Viver o Amor e a Liberdade de uma forma saudável; Esta actividade é realizada em conjunto com os pais, tios ou avós, esta interacção é Muito Importante;


Meditação 15-Zenais Um espaço onde nos podemos reencontrar a nós próprios, ouvir e sentir as nossas próprias respostas, onde podemos questionar a nossa postura no mundo e relembrar quem realmente somos e o que andamos cá a fazer;


Retiro Vivencial “O que Fui, O que Sou, O que Escolho Ser” Este retiro propõe um espaço e tempo criados com a Intenção da descoberta da Essência, o desligar do exterior e conectarmo-nos com o nosso interior, mergulhar em nós próprios. Vamos Silenciar para Ouvir a Alma e Expressar a nossa Verdade. Ser Espontâneos, sem qualquer espaço para julgamentos vamos Viver com toda a intensidade estes momentos q o Universo nos proporcionará, para nos libertar de velhos padrões, ganhar consciência de quem fomos, dos nossos medos, dos nossos limites, dos nossos Dons. Vamo-nos Libertar para descobrir em pleno a nossa Essência, Sentirmos A Energia que Somos e Expandir.


Retiro “O Silêncio” Este Retiro foi criado com a intenção de proporcionar o silêncio da mente controladora que manipula e limita, para libertar a essência da Alma, a Verdade Interior e a Sua Expressão. Será o “desprogramar”de padrões para ReLigar à Sabedoria, Humildade, Amor e Abundância do SER. Haverá vários momentos de silêncio e instrospecção e alguns de partilha, momentos de meditação e de trance dance, momentos de exercícios vivenciais e de respiração e momentos de caminhar pela noite em silêncio, momentos de rituais xamânicos e momentos para entoar mantras.
pesquisar neste blog
 
Agenda para Despertar



Clica na imagem para consultares a Agenda Despertar.

Vera Luz


Desperta desde 2001
Signo:
Escorpião Asc. Gémeos, mas muito balancinha
Função: Terapia de Regressão
Contacto com o Eu Superior
Terapia Criança Interior
Orientação Espiritual
Facilitadora do Curso Despertar
Lema de Vida: Aceitar o que a vida trás, nunca perder a lição, tentar sempre ter a saída mais criativa, verdadeira e amorosa para todas as situações. (o que nem sempre é fácil ;) ), manter sempre um sonho na mão e sempre mas sempre agradecer o que tenho à minha volta e o que já conquistei em mim até agora, pois é aí que começamos a brilhar e a inspirar todos à nossa volta ...

Contacto:
Monte Estoril
Telefones:96 187 58 96 / 91 198 71 36
E-mail: despertarparaaalma@sapo.pt


Nossas atitudes escrevem nosso destino. Nós somos responsáveis pela vida que temos. Culpar os outros pelo que nos acontece é cultivar a ilusão. A aprendizagem é nossa e ninguém poderá fazê-la por nós, assim como nós não poderemos fazer pelos outros. Quanto mais depressa aprendermos isso, menos sofreremos.
Zíbia Gasparetto
Cristina Jorge


Desperta desde 2001
Signo:
Peixes, Asc. Capricornio
Função: Orientação Espiritual
Orientação Infantil
Limpeza Energética
Terapia da Criança Interior
Facilitadora da Terapia de Grupo
Lema de Vida: Sentir e aprender com a vida no sentido da evolução, viver com alma, rir, chorar, vibrar de emoção. SER LIVRE… Viver em constante aprendizagem, conhecer-me cada vez melhor , fazer escolhas que revelem quem eu sou e que me levam a percorrer o meu caminho. Ser o que sinto e não o que penso … Fazer com que esta “passagem” por cá tenha valido a pena !!Todas as pessoas, todos os acontecimentos da nossa vida estão ali porque os criámos. Aquilo que queremos fazer com eles só depende de nós!

Michelle Daya Fannon


Desperta desde 1994
Signo:
Leão Domado :), com muita energia de Caranguejo; Asc. Capricórnio
Função: Astróloga Vivencial e Kármica
Facilitadora de dinâmicas de grupo (astrologia e terapia vivencial)
Lema de Vida: Conhecer-me cada vez melhor através de todas as experiências e conhecimentos que a Vida me traz. Lembrar que estou aqui de passagem, aceitando que tudo é um caminho e não uma chegada. Agradecer aos céus, pois nada é meu, tudo me é emprestado para que um dia eu possa vir a descobrir o que é Amar Incondicionalmente. Ser Amor, Ser Luz, Ser Vida, Ser Digna...Dito de forma simples, a Astrologia é uma excelente ferramenta para o auto-conhecimento e para o entendimento da nossa relação com nós mesmos/as, com os outros e com o Todo. Permite-nos tomar consciência da nossa proposta evolutiva nesta encarnação, ajudando-nos a perceber como resolver os nossos Karmas de uma forma saudável, responsável e inteligente.

Nádia Grazina


Desperta desde 2003
Signo:
Sagitário Asc. Virgem, Kin 49, Lua Planetária Vermelha
Função: Orientação Espiritual
Astrologia Kármica
Despertar da Essência Kin
Contacto com o Eu Superior
Orientação Infantil
Terapia Vivencial Infantil
Limpeza Energética
Reiki
Facilitadora da Terapia de Grupo
Criar novas experiências que permitam, facilitem O Despertar da Alma (retiros, caminhadas, partilhas, banhos de som, actividades com crianças,palestras, etc.)
Lema de Vida: SER LIVRE…SIMPLESMENTE SER…VIVER NA VERDADE DA ALMA. Sou uma Alma Sagitariana, que caminha com o seu Fogo, há 32 anos neste planeta Terra, com destino ao seu Sol. Uma simples mortal q tenta viver a experienciar TUDO o q a vida tem para dar. Nascer, Viver, Crescer, Aprender, Criar, Evoluir e Partilhar.

últ. comentários
É possível ''reviver'' vidas passadas?
Olá a todos! Estou a passar por uma situação em qu...
olá cristina michele ,e</a> vera sou eu a is...
Que mensagem profunda, Vera. Emocionei-me muito ao...
Boa noite,Li a sua viagem a Marrocos, por momentos...
Boa Tarde,também me vejo numa repetição de padrão ...
muito obrigada pelas vossas palavras!Gostei muito ...
boa tarde a todas!Gosto muito do vosso blog e gost...
Excelente artigo! Só depois de algumas más experiê...
blogs SAPO